FOTO AVENTURA

Acompanhe todas as nossas aventuras fotográficas em detalhes de bastidores e veja os resultados das imagens coletadas. Informações valiosas a quem deseja se aventuras pelas Terras de Makunaima.

Serra do Tepequém

 

A serra do Tepequém é um acidente geográfico localizado no município brasileiro de Amajari,
estado de Roraima. Situa-se a 210 km da capital, Boa Vista, e apresenta atrativos como o platô da serra do Tepequém, que chega a 1.022m de altitude. A economia baseia-se no turismo e no artesanato.

ETMOLOGIA

Acredita-se que o termo Tepequém provenha das palavras indígenas tupã e quem, que significam “Deus do fogo” ou “fogo de Deus”.

CARACTERÍSTICAS

A área conta com alguma urbanização. No passado a energia elétrica era fornecida por meio de um gerador que só funcionava das 7 às 21 horas, hoje há um maior e com funcionamento 24 horas. Uma estrada de asfalto vai até a Vila do Paiva, principal povoação da serra. Existem atualmente quatro restaurantes que servem café da manhã, almoço e jantar, além de várias pousadas e áreas de camping na subida da serra (Estância Ecológica do SESC) e na própria Vila do Paiva.

O local é propício para atividades como trekking, ciclismo ecológico, rapel, banhos de cachoeiras, observação de aves diurnas e noturnas, trilhas de moto e automóvel 4×4, observação da flora local, como orquídeas de várias cores e tamanhos, animais e insetos, bem como exploração de grutas, entre outras atividades.

Durante oito décadas a serra foi muito modificada devido à intensa e descontrolada exploração de diamantes, cujo período áureo fon nas décadas de 40 e 50, embora tenha começado oficialmente por volta de 1936. A cachoeira do Funil é um exemplo de paisagem que sofreu inúmeras explosões de dinamites feitas por garimpeiros. Recentemente, a aplicação de leis ambientais mais rigorosas e o advento do turismo estão reavivando a preservação e o potencial da área.

ÁLBUM DE FOTOS

Eu Sou de Roraima
Eu Sou de Roraima

Eu Sou de Roraima é um projeto independente, de riquíssima coleta de imagens em fotografias e vídeos para o incentivo ao Fototurismo local, com o objetivo de divulgar as peculiaridades de Roraima, apresentando roteiros turísticos, regiões e seus personagens, flora, fauna, movimento cultural e esportivo, utilizando ferramentas da internet e mídias sociais. O grande diferencial do projeto Eu Sou de Roraima está em seu método de produção e publicação. Além dos resultados fotográficos apresentados, todo o contexto da produção é registrado em vídeos apresentados pelo seu criador, o fotógrafo roraimense Márcio Chaves Lavôr. Estes vídeos servirão de referência aos fototuristas e amantes da fotografia, que terão nesses momentos dicas de como se preparar para a aventura em relação ao equipamento e as técnicas fotográficas usadas, resultando tutoriais de "como ir e fazer a foto". Além disso, todo o roteiro será georreferenciado para auxiliar e estimular o Fototurismo em Roraima.

Deixe uma resposta

Translate »