VESTIDO – Poema de Celina De Assis

 

Sonho

Que tu me compres um vestido

Agora não mais um vestido de mocinha

O tempo passou

Agora só cabe a mim um vestido de senhora

Quem sabe um petit Poá

Senhoril que ressalte em mim

A beleza maternal

Um vestido primaveril

Que possa ser usado com

Meu velho chinelo

Tão velho quanto confortável

Sonho

Que tu me compres um vestido

Quem sabe então, um vestido fino e transparente

Que te deixe ver

Minhas ancas e te desperte o desejo de me amar

 

 

01 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *