You are currently viewing DIAGNÓSTICO DA EDUCAÇÃO | Avaliações do Saeb iniciam em Roraima nesta terça-feira
Compartilhe

A maior avaliação diagnóstica da educação brasileira, o Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), tem início nesta terça-feira, dia 16, em Roraima, e segue até o dia 10 de dezembro.

Realizada em todo o Brasil pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o Saeb avaliará estudantes de 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e de 3ª e 4ª série do Ensino Médio e Técnico Integrado das escolas públicas e, em formato amostral, das escolas privadas.

Os estudantes responderão testes sobre Língua Portuguesa (leitura) e Matemática. Também haverá aplicação amostral de testes de Ciências Humanas e Ciências da Natureza para os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e, o 2º ano do Ensino Fundamental, também será avaliado em formato amostral. Nesta edição, foi incluída a avaliação para a Educação Infantil, também em caráter amostral.

Rosalete Saldanha, gerente de Avaliações e Informações Educacionais da Seed (Secretaria de Educação e Desporto), falou sobre a importância desse diagnóstico.

“O Saeb é realizado pelo Inep em parceria com estados, municípios e Distrito Federal. É uma avaliação que produz os indicadores educacionais que fomentam as políticas públicas voltadas para a educação, ou seja, é a base para a sequência e aprimoramento do processo educacional brasileiro”, destacou Rosalete.

O Saeb

O Saeb é uma avaliação diagnóstica que ocorre em todo o país a cada dois anos e é um instrumento essencial para a elaboração das políticas públicas educacionais.

Os resultados do Saeb, junto com os dados do Censo Escolar da Educação Básica, como taxas de aprovação, reprovação e abandono, integram um indicador muito importante: o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Ou seja, a partir desses dados é possível obter um “raio-x” da educação brasileira e identificar os pontos que devem ser melhorados e o direcionamento das políticas públicas, programas e projetos educacionais, a fim de melhorar a qualidade do ensino ofertado no País.

Texto: Mágida Azulay Khatab
Foto: Ascom/Seed

Deixe um comentário