You are currently viewing FAIXA DE 55 A 59 ANOS | Vacinas da Pfizer reforçarão imunização de pessoas com comorbidades
Compartilhe

O primeiro lote de vacinas da Pfizer, enviado pelo MS (Ministério da Saúde) nesta terça-feira, 4, chegou com a missão de reforçar a vacinação das pessoas que integram o público de comorbidades. As 1.170 doses recebidas serão repassadas para a capital Boa Vista para atender esse grupo, incluindo pessoas com doenças crônicas, na faixa etária de 55 a 59 anos.

Também serão vacinadas nessa etapa pessoas com síndrome de Down, com a idade entre 18 a 59 anos, pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise), gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com comorbidades, incluindo as pessoas que possuem obesidade mórbida, bem como pessoas com deficiência permanente cadastradas no programa BPC (Benefício de Prestação Continuada) de 55 a 59 anos.

Para a vacina da Pfizer existe uma logística específica estabelecida pelo MS referente ao processo de armazenamento e locais para aplicação.

De acordo com a gerente do Nepni (Núcleo Estadual do Programa Nacional de Imunização), Alice Dantas, os imunobiológicos produzidos pela Pfizer, precisam ser armazenados em caixas com temperaturas entre -25°C e -15°C, por no máximo 14 dias e, ao chegar nas salas de vacinação, devem ser mantidas a uma temperatura que varia entre +2°C a +8°C e precisam ser aplicadas no grupo elencado em um período de até cinco dias.

“Os frascos vêm com conteúdo congelado. Após o descongelamento, deve ser diluído para aplicação e, para isso, estamos aguardando o envio das seringas, agulhas de alta precisão e também os diluentes necessários para a aplicação, que devem ser enviados pelo Ministério da Saúde ainda nesta quarta-feira”, esclareceu.

Alice ressaltou que o imunobiológico será utilizado para a primeira dose dos grupos em andamento na campanha de vacinação, de acordo com o PNI (Plano Nacional de Vacinação). O esquema para a imunização completa considera a aplicação de duas doses, com um intervalo de 90 dias.

“Tão logo tenhamos recebido todos os insumos necessários para a aplicação, as vacinas da Pfizer serão entregues para a Coordenação Municipal de Imunização da capital para a vacinação deste público. É fundamental que a população elencada para este grupo continue acompanhando a divulgação dos locais e horários de vacinação para comparecer e receber o imunobiológico e leve os documentos comprobatórios solicitados”, ressaltou.

Roraima recebeu até o momento 197.880 doses e já foram distribuídas 169.121 doses, ou seja, mais de 85% de distribuição do total recebido. Das 114.411 vacinas que já foram aplicadas, 67.431 são de primeira dose e 46.980 de segunda dose.

Grupo de comorbidades – Diabetes mellitus, Pneumopatias crônicas graves, Hipertensão Arterial Resistente (HAR), Hipertensão arterial estágio 3, Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade, Insuficiência cardíaca (IC), Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar, Cardiopatia hipertensiva, Síndromes coronarianas, Valvopatias

Miocardiopatias e Pericardiopatias, Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas, Arritmias cardíacas, Cardiopatias congênita no adulto, Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados, Doença cerebrovascular, Doença renal crônica, Imunossuprimidos, Hemoglobinopatias graves, Obesidade mórbida, Síndrome de Down, Cirrose hepática.

 

Texto: Aymê Tavares
Foto: Secom-RR

Deixe um comentário