You are currently viewing FORTALECENDO A AGRICULTURA | Iater é criado para atender homem do campo com assistência e tecnologia rural
Compartilhe

“O Iater já nasce grande, planejado e estruturado, não temos tempo para passos pequenos”, assim define Marlon Buss, o primeiro presidente do Instituto escolhido pelo governador Antonio Denarium. Com o objetivo de acompanhar desde o planejamento, análise de solo, até a comercialização dos alimentos produzidos no Estado, além de trazer novas tecnologias, o Governo de Roraima criou o Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural de Roraima), para suprir a necessidade de assistência ao homem do campo.

Para o governador Antonio Denarium, a criação do Instituto é a consolidação do trabalho árduo que está sendo realizado para mudar a matriz econômica do Estado. “A agricultura é um setor muito importante para o nosso Estado, nossa terra produz, nossa gente trabalha de sol a sol, somos fortes e trabalhadores, e estamos empenhados para dar total assistência para nossos produtores”, disse.

O presidente do Iater, Marlon Buss, fala sobre os desafios à frente da pasta. “O Instituto nasce com o propósito de levar aos produtores, em especial aos agricultores familiares, uma nova proposta de trabalho e de bom desempenho produtivo, para que eles consigam ter os devidos resultados econômicos e permanecer no campo”, ressaltou.

Ele explicou ainda que o objetivo é trazer as modernidades, as tecnologias, já embarcadas nestas culturas e com muita cautela, desenvolver o plano de pesquisa. “Vamos identificar o que melhor se adequa a nossa região, com todos os cultivares que a gente pode imaginar que vai de verduras, frutas, legumes e grãos, então isso está dentro da nossa plataforma”, detalhou.

Assistência técnica e comercialização

O Iater já inicia as atividades com todas as exigências de uma boa assistência técnica, que contempla desde uma análise de solo e a sua interpretação, a devida recomendação para cada tipo de cultura.

“Diante disso, vamos trazer mais alternativas, como uma biofábrica, onde vamos produzir aqui, mudas a exemplo do cacau clonado, vamos fazer multiplicação de mudas. Vamos trazer equipamentos atualizados, com toda tecnologia embarcada que será de modelo e também ambientação para treinamento da equipe técnica”, afirmou Buss.

No país, somente Roraima ainda não possuía uma instituição exclusiva para atender  a Assistência Técnica e Extensão Rural, agora o Estado se iguala aos demais e avança nesta questão. “O Governo de Roraima não mediu esforços para atender a criação do Instituto, agradeço ao Antonio Denarium pela proatividade e pela visão de trabalho onde o foco são os homens e as mulheres do campo”, frisou o presidente.

BIOGRAFIA

Antes de assumir a presidência do Iater, Marlon Buss estava como secretário-adjunto da antiga Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), hoje Seadi (Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento e Inovação). Com formação técnica em Contabilidade, ele fez especialização em Gestão de Agronegócios pela Fundação Dom Cabral.

Possui longa experiência em gestão pública, exercendo cargos na área administrativa e financeira. Já foi secretário municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas da Prefeitura de Boa Vista. Na iniciativa privada, atuou durante quatro anos na Vanguarda do Brasil, uma das maiores empresas de produção brasileira, atuando como diretor executivo e vice-presidente.

HISTÓRICO

A SEAAB (Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento), órgão da Administração Direta do Governo do Estado de Roraima, foi criada por meio da Lei Nº 01 de 26 janeiro de 1991, que tinha por finalidade formular a Política Agrícola do Estado e estabelecer as normas técnicas relacionadas com as atividades ligada à produção animal, vegetal e ao abastecimento.

No decorrer destes mais de 30 anos, passou por diversas reformulações, passando a ser denominada Seapa, que recentemente foi transformada em Seadi.

No decorrer dessas reestruturações, houve alguns desmembramentos de departamentos, que se tornaram autarquias, como foi o caso do Departamento de Defesa Agropecuária, hoje Aderr (Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima),  (Lei nº 644 de 8 de abril de 2008) e no ano de 2022, o Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural, resultando na criação do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), (Lei Nº 1.642, de 25 de janeiro de 2022).

Texto: Secom Roraima
Foto: Ascom Iater

Deixe um comentário