You are currently viewing GOVERNO PRESENTE | Alta demanda faz governo voltar com atendimentos no Nova Cidade
Compartilhe

O programa Governo Presente foi realizado pela segunda vez no bairro Nova Cidade, neste sábado, dia 11.  Devido à grande procura na semana passada, o Governo decidiu voltar com os serviços para atender as pessoas que não conseguiram ser atendidas no último sábado.

“É mais uma ação do Governo Presente no bairro Nova Cidade. Estamos oferecendo atendimento de todas as secretarias do Estado de Roraima. Ações da Saúde, da Educação, da Setrabes, da Junta Comercial, do Iteraima, da Femarh. Tudo que o cidadão precisa tem nessa ação. São mais de cinco mil pessoas atendidas”, explicou o governador Antonio Denarium.

O chefe do Executivo ressaltou também os serviços oferecidos pela Casa da Mulher Brasileira com atendimentos de consultoria, com a Defensoria Pública fazendo atendimento jurídico, e oficina de artesanato.

“São muitas ações, consulta oftalmológica, entrega de óculos. Estamos fazendo na capital e vamos iniciar o trabalho no interior. É o Governo trabalhando em todos os bairros de Boa Vista e no interior também”, afirmou Antonio Denarium.

O governador destacou ainda os serviços ofertados pela Secult (Secretaria da Cultura) com entretenimento para a criançada, além da distribuição de cachorro-quente.

A primeira-dama e secretária Extraordinária de Promoção, Desenvolvimento e Inclusão Social, Simone Denarium, destacou a alegria de participar do Governo Presente levando serviços para a população.

“A gente fica muito feliz em estar aqui na quarta edição do Governo Presente, trazendo nossos serviços para a população. Temos serviços da Saúde, do Iteraima, da Codesaima, da Caer. Infinitos serviços oferecidos em um único lugar. A gente sabe da necessidade e o quanto tem sido extremamente positivo e acolhedor para a população trazer todos os nossos serviços, ações e projetos. Como primeira-dama, secretária e mãe, eu realmente acredito que estamos fazendo um trabalho fantástico, e a população que é o nosso foco tem recebido um atendimento digno e com respeito”, disse a primeira-dama.

Um dos coordenadores da ação, Ronald Brasil, falou que a dose foi repetida devido à grande demanda reprimida.

“Houve uma grande procura na semana passada, por isso resolvemos realizar novamente aqui no Nova Cidade para atender essas pessoas. É a população efetivamente procurando os serviços do Governo. É trazendo o Governo para perto das pessoas que a gente leva dignidade para o nosso povo. Na próxima semana, estaremos na Escola Estadual Severino Cavalcante, no bairro Pintolândia”, anunciou.

Para o vendedor Ronei da Silva, de 43 anos, morador do bairro Nova Cidade que aguardava por atendimento com o oftalmologista a ação é de grande valia, sobretudo para quem ganha salário mínimo, R$ 100 reais que tira para pagar uma consulta faz falta pra alimentação.

“A ação é de grande importância para a comunidade. A gente aqui tem pouco atendimento nos Postos de Saúde e estamos aproveitando muito a ação. Uma consulta hoje é muito cara, além dos óculos que, no caso, vou precisar usar. As lentes são em torno de R$ 700,00, R$800,00 reais. A gente, que ganha um salário mínimo, R$100,00 que paga numa consulta vai fazer falta para a alimentação. Parabéns ao Governo pela iniciativa”, afirmou.

A funcionária pública Grace Kelly, de 37 anos, moradora do bairro Cambará, estava aguardando para se consultar com o cardiologista. Ela conta que ficou sabendo a ação por intermédio de uma amiga que esteve na ação na semana passada.

“Vejo essa iniciativa do Governo com bons olhos. Sou servidora pública. Trabalho os dois horários e, durante a semana, fica muito complicado sair para marcar uma consulta, principalmente com especialista. Aqui o atendimento foi bem acolhedor. Minha procura foi por decorrência da covid-19. Eu tive a doença e estou fazendo acompanhamento para evitar o surgimento de algum contratempo”, frisou.

A profissional de serviços gerais, Raimunda dos Santos, de 38 anos, que mora no bairro Bela Vista, foi procurar apoio da Codesaima (Companhia de Desenvolvimento de Roraima), por meio do Programa Morar Melhor, para construir mais um cômodo em sua casa.

“Eu queria construir mais um cômodo, porque só tenho um três por quatro. Tenho cinco filhos. São seis pessoas morando na casa, contando comigo, e eu queria uma ajuda para fazer mais um cômodo na minha casa”, disse.

A estudante da Escola Militarizada Doutor Luiz Brito Rittler de Lucena, moradora do bairro Bela Vista, Kissala Jennifer Charles, de 12 anos, aguardava atendimento odontológico. Ela contou que fazia tempo que não ia ao dentista e que estava precisando de uma consulta.

“Faz tempo que não vou ao dentista. Precisava muito disso. Acho bastante importante essa ação que o Governo está fazendo pela gente”, afirmou.

Texto: Vânia Coelho
Foto: William Roth

Deixe um comentário