You are currently viewing INVESTIMENTO NA SEGURANÇA | Sejuc tem frota reforçada com a compra de motocicletas
Compartilhe

O sistema prisional é reconhecido como importante ferramenta da segurança pública e, na manhã desta segunda-feira, 23 de maio, a Secretaria de Justiça e Cidadania recebeu cinco motocicletas BMW F850 GS que serão usadas durante a escolta de detentos. A aquisição se deu por meio de emenda parlamentar, com investimento de R$ 425 mil.

Com essa nova aquisição, a Sejuc passa a ter uma frota de dois ônibus, oito veículos celas, cinco Hilux, cinco motos, e oito veículos administrativos.

“Desde o início da atual gestão, a Sejuc recebeu diversos investimentos com o objetivo de pacificação dentro das unidades e trazer mais segurança para todos nas unidades prisionais. Com esse reconhecimento e valorização do servidor, o policial penal entende o seu serviço a ser prestado, trazendo também a ressocialização dos internos como prioridade”, explicou o secretário de Justiça e Cidadania, André Fernandes, ao acrescentar que as motocicletas foram adquiridas por meio de emendas do deputado estadual Renan Filho.

Em janeiro deste ano, o governo entregou 400 pistolas da marca Taurus para os policiais penais empossados em 2021. Além das pistolas, foram entregues as munições para as armas e as credenciais provisórias desses policiais penais.

AVANÇOS NO SISTEMA

Entre as ações e investimentos, estão a contratação de 400 policiais aprovados em concurso público, e ainda o curso de formação de 444 aprovados da segunda turma, com previsão de início do curso para o mês de agosto de 2022.

Foram realizadas também melhorias na estrutura física das unidades incluindo a reforma e entrega do Bloco B da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, reforma da Cadeia Pública Masculina de Boa Vista, Cadeia Feminina e foi concluído o presídio de Rorainópolis, após 14 anos da obra paralisada.

RESSOCIALIZAÇÃO

A ressocialização também está presente na atuação da Sejuc. Está em execução o projeto Renascer, que busca dar oportunidades para os reeducandos que desejam voltar ao convívio social por meio da força do trabalho.

O projeto consiste em atividades em sete frentes: Mecânica; Posto de Lavagem; Lanternagem e Pintura; Borracharia; Serviços Gerais; Serralheria e Marcenaria.

Texto: Júlia Rocha
Foto: Divulgação/ Sejuc

Deixe um comentário