You are currently viewing SUL DO ESTADO Governo inicia distribuição de 60 mil mudas para fortalecer Pólo Cacaueiro de Roraima
Compartilhe

Consolidando a política de fomento do cultivo de cacau, nesta quinta-feira, dia 2, o Governo de Roraima, por meio do Iater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural), doou 1000 mudas da árvore, para a Adaf, (Associação dos Agricultores Familiares da Vicinal 06, de São Luiz do Anauá), com o intuito de criar uma área experimental dentro da associação.

Ao todo, são 60 mil mudas que serão doadas este mês para os produtores rurais. A doação foi possível por meio da parceria com a Ceplac (Comissão Executiva do Plano de Lavoura Cacaueira), instituição de pesquisa vinculada ao Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. As sementes vieram numa remessa no ano passado e foram germinadas em parceria com a empresa Palmaplan.

O presidente do Iater, Marlon Buss, explica que o Instituto irá realizar todo o acompanhamento em assistência técnica para os produtores.

“Nosso trabalho de gestão é completo. Vamos acompanhar o desenvolvimento dessas mudas, oferecemos toda a parte técnica para os produtores beneficiados e seguiremos até a comercialização”, pontuou Buss.

Segundo o coordenador estratégico do Iater, Guilherme Cavalcante, o total de mudas doadas equivale a quase 40 hectares.

“Os produtores já foram inicialmente cadastrados e irão receber durante este mês, conforme planejamento de entrega. Para cada produtor ou associação, estamos entregando a quantidade equivalente a um hectare. Outro fator importante, é que vamos acompanhar todo o processo de desenvolvimento dessas plantas”, explicou o coordenador.

“Nós estamos no viveiro da Palmaplan, onde estamos recebendo as mudas em parceria do Estado de Roraima, e com os nossos amigos do Iater. Isso é o primeiro passo do projeto, trazendo essa parceria junto com a associação. É um avanço muito grande, é uma importância gigantesca à agricultura familiar. Isso vai fortalecer a nossa área agrícola aqui no Estado de Roraima. Vai abrir as fronteiras, um novo horizonte para os produtores rurais”, comemorou Paulo Cesar Fagundes, presidente da Adaf.

A região Sul do Estado, foi escolhida depois que a Ceplac, analisou todos os municípios de Roraima, e foi constatado que na região sul, existem as condições climáticas favoráveis, para a implantação de cultura do cacau.

Texto: Cacau Bastos
Foto: Ascom/Iater

Deixe um comentário