You are currently viewing VACINAÇÃO COVID-19 | Roraima diminui intervalo da dose de reforço para maiores de 18 anos
Compartilhe

A Campanha de Vacinação contra a covid-19 em Roraima está entrando em mais uma importante etapa. Para garantir a resposta efetiva contra a doença, o Governo de Roraima, por meio da Sesau, está seguindo a nota técnica do Ministério da Saúde, que orienta a diminuição do intervalo para aplicação da dose de reforço, de cinco para quatro meses, para pessoas com mais de 18 anos.

“É mais um passo importante que, ao mesmo tempo que garante maior segurança para todos nós, também promove uma rapidez no andamento da Campanha de Vacinação. O Governo do Estado, em total sintonia com o Governo Federal, adotou as novas recomendações e encaminhou o documento com as atualizações para todos os municípios”, afirmou o governador Antonio Denarium.

Outra mudança repassada às prefeituras conforme a recomendação do Ministério é a aplicação da quarta dose para imunossuprimidos, que segundo o secretário de saúde, Leocádio Vasconcelos, pode ser colocada em prática sem muito impacto, uma vez que todos os municípios de Roraima possuem vacinas suficiente para atender a população.

“Continuamente, cada município continua sendo abastecido com novas vacinas conforme eles pedem para nós, assim como nós também dispomos de estoque, caso seja necessário a reposição. Então temos tudo sob controle para que essa atualização da Campanha pelo Ministério ocorra da melhor forma, em todo o Estado e para que o objetivo de estabelecer a imunidade efetiva da população contra o coronavírus, seja alcançado”, reforçou.

Imunossuprimidos deverão tomar quarta dose da vacina –

Ainda conforme nota técnica do MS o público imunossuprimido deve receber a quarta dose da vacina contra a covid, que também deverá ocorrer em intervalo de quatro meses após o ciclo inicial do esquema vacinal desta população.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Valdirene Oliveira, a recomendação é que os municípios sigam as orientações técnicas do Ministério da Saúde quanto a utilização da vacina Pfizer para aplicação da dose de reforço, mas pontua que não estão impedidos de usar outros imunizantes.

“Eles podem aplicar também a Janssen ou a AstraZeneca para a quarta dose. É importante esclarecer que os municípios possuem capacidade para adotar esse novo intervalo e a nova dose de reforço, sendo necessário apenas que definam o seu cronograma ou que iniciem de forma imediata. Cabe, também, agora a cada pessoa, olhar o seu cartão de vacina e conferir se já chegou a cumprir quatro meses após a segunda dose. Se sim, é preciso ir até o posto de vacinação mais próximo para tomar o quanto antes”, ressaltou.

Texto: Lucas Sechi
Foto: Ascom/Sesau

Deixe um comentário